Mestre Luiz Gonzaga

Luiz Gonzaga Vitorino Nunes nasceu no município de Goiana, Zona da Mata Norte pernambucana, no dia 24 de agosto de 1948, e desde muito pequeno teve no barro a sua principal referência de vida. Em casa, recebeu influência do pai, Darciano Vitorino Nunes, que durante anos exerceu a atividade de oleiro. Aos 12 anos de idade, movido pela curiosidade, fez a sua primeira escultura na qual palitos davam sustentação ao corpo e aos braços do boneco de barro. Apresentou a peça ao artesão João Antônio de Souza, o mestre Joãozinho, também conhecido como João do Boneco, que apesar de achar engraçada a criação do menino, viu nele um talento a ser desenvolvido.

Irmão de Zé do Carmo, importante nome do artesanato figurativo de Goiana, João do Boneco manteve nos anos de 1960 ateliê e loja onde apresentava suas criações e a de outros artesãos locais. Contribuiu para a divulgação da arte do barro de Goiana, mas depois deixou a cidade indo morar no Rio de Janeiro. O espaço abrigava também uma oficina para a  formação de jovens interessados em aprender o ofício. Luiz Gonzaga foi um deles. E  lá, observando o que os aprendizes mais antigos faziam, foi que ele sorveu conhecimento necessário para iniciar a produção de suas próprias esculturas. “João do Boneco era o artesão mais conceituado que tínhamos aqui na época.  Influenciou muita gente e revelou talentos”, destaca.

Com mais de meio século de vivência com o barro, mestre Luiz Gonzaga nem sempre pôde se dedicar exclusivamente a ele. Na  vida já foi pedreiro, marceneiro e durante quase vinte anos, soldador nas usinas de cana-de-açúcar Maravilha e Santa Teresa. “Mas mesmo tendo que trabalhar em outras áreas para sobreviver, nunca abri mão de fazer minhas esculturas. Tenho pelo barro uma paixão muito grande e me orgulho do que eu faço”.

As esculturas de barro cozido tem acabamento liso e recebem camadas de piche e tinta marrom na finalização. Em seu repertório, santos e personagens populares destacam-se pelo acabamento cuidadoso que confere força e expressão. O casal Lampião e Maria Bonita, a mulher rendeira, o cantor e compositor Luiz Gonzaga, vendedores de rua, além das imagens de São Francisco, Santo Antônio o São José são as mais procuradas e sua produção chega a cem peças por mês.

Primo de Adilson Vitorino (irmão de criação) e de Luiz Carlos Ferreira, Luiz Gonzaga é sócio-fundador da Associação da União dos Artesãos de Goiana (AUAG), oficialmente criada em 2010. Preocupa-se com o futuro da tradição do artesanato de sua cidade na perspectiva da renovação, atração de novos artistas populares, repasse de saberes e fortalecimento coletivo. “Se eu morrer hoje, não terei ninguém para repassar o conhecimento que aprendi. Minha arte irá comigo”.

Contatos:

Endereço: Rua Oscar Lira, 46, Goiana

Telefone: (81) 9 9211.8146

Texto: Roziane Fernandes l Fotos e vídeo: César de Almeida

OBRAS