Após 40 anos de sucessos, Elias Batista lança o seu primeiro disco.

O compositor finalmente da a sua voz para as suas composições que se tornaram hits por grandes artistas de Goiana e região.

O disco “Minhas Composições” contém 14 músicas já conhecidas, mas em vozes de artistas e bandas de Goiana e região, como Eduardo Veloso, Banda Cascavel (Roberto Osório), Forró Avulso, entre outros. Agora, as músicas terão a voz e a interpretação do seu compositor Elias Batista, que não é tão conhecido como cantor.

Em entrevista ao MATA Goiana, ele fala: “Me sinto mais compositor do que cantor. Canto para não ser esquecido, pois não se dá mais visibilidade aos compositores como antigamente.”

Mesmo com várias décadas dedicadas a música, Elias Batista não é tão conhecido pelo grande público como artista, mas é exaltado pelos profissionais da cena musical como um dos grandes compositores e músicos da cena artístical da zona da mata norte de Pernambuco.

Sua carreira começou na década de 70, tocando em várias bandas de baile de Goiana. Começou a se tornar compositor quando entrou no grupo de forró goianense “Asa Branca”, onde criou a sua primeira música chamada “Baião na Poeira”, inspirada nas festas de forró no chão batido que aconteciam na antiga fazenda Estancia, em Goiana. Logo após, veio “Vida Nordestina”, música baseada no êxodo rural das pessoas do sertão que iam tentar a vida no sudeste.

Essas duas músicas foram gravadas pelo cantor Eduardo Veloso (até então cantor do grupo Asa Branca) em seu primeiro disco solo. E no disco de maior repercussão do cantor, chamado “Recado” e gravado pela grande Som Livre, contam 06 músicas de Elias Batista no álbum que foi distribuído para todo o Brasil.

Elias Batista tem como grande parceiro de composições o seu amigo Josué Dias, onde já criaram vários sucessos juntos como “Eu sou Goiana”, “Linda Sereia”, “Quero Brincar com Você” entre outros. Eles que se permitem a fazer músicas em vários estilos musicais diferentes, como forró, ciranda e até coco.
Vale salientar que o compromisso de gravar o primeiro disco foi feito em uma entrevista que o Movimento MATA Goiana realizou com os dois em 08 de novembro de 2018 (confira o vídeo no Canal do MATA Goiana no Youtube).

Este disco vem para coroar os mais de 40 anos de carreira deste importante artista da cena musical de Goiana. Mesmo sendo natural de Recife, veio para Goiana ainda criança e há muito tempo passa o valor e o orgulho de ser goianense através das suas músicas. Por isso, recebeu com méritos no ano de 2019 o título de “cidadão goianense”, pelos trabalhos prestados a cultura da cidade.

Escrito por Elthon Taurino (Movimento Mata Goiana)